A variola não foi extinta!


Bem todos nós achando que o vírus da varíola tinha acabado desde 1980, bem um “primo” desse vírus anda contaminando animais e algumas pessoas em alguns estados brasileiros, não é algo para se alarmar por enquanto porque as contaminações são iguais, por exemplo, as gripes suínas e aviarias, os vírus acabam evoluindo e contaminando as pessoas que entram em contatos com os animais contaminados.

Este “primo” da varíola(o virus vaccinia)por enquanto  não é uma doença mortal, mas causa danos sociais devastadores já que deixa a pessoa extremamente horrível (devido a ferimentos que aparecem pus) abaixo uma foto de uma criança infectada pela varíola.

 

criança infectada pela variola
criança infectada pela variola

 

Ainda não existe tratamento para o “primo” da varíola que tem o nome de vaccinia, mas existem medicamentos para controlar os sintomas da doença que é perda de peso, problemas linfáticos e mal-estar.

Umas das coisas que eu ou até mesmo alguns de vocês ficam pensando: será que este novo tipo de vírus não foi modificado em laboratório para que algumas empresas comecem a vender remédios ou tratamentos para essa ou outras doenças, ou que possa ser armas biológicas experimentais ou na hipótese mais lógica para grande maioria que seja uma pandemia e é só isso.

Bom nunca saberemos disso, mas que esse “primo” da varíola esta contaminando pessoas e animais esta mesmo. Que esta nova pandemia se espalhara pelo mundo ou pelo Brasil e não vai ficar concentrado em regiões isoladas ninguém saberá disso, só nos resta torcer para que esse vírus não se espalhe para Brasil e nem ao mundo.

Caso queira saber sobre o que é varíola clique no link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Var%C3%ADola

Agora para saber sobre a noticia do novo vírus chamado vaccinia primo da varíola existem dois links da folha de são Paulo:

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/800245-primo-da-variola-virus-vaccinia-infecta-macaco-em-tocantins.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/800249-pessoas-contaminadas-com-virus-vaccinia-sentem-dores-fortes.shtml

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

13 respostas para A variola não foi extinta!

  1. VGs disse:

    vaccinia nao eh uma doença que extrairam a primeira vacina?

    era umas bolinhas que davam nas mulheres que tiravam leite de vaca.

    respondendo a questao procurei no wikipedia:
    Edward Jenner em 1796 reparou que as mulheres que retiravam o leite às vacas não apanhavam varíola e descobriu que a sua imunidade devia-se à infecção não perigosa com cowpox (vaccinia ou varíola das vacas, da palavra em Latim para esse animal, vacca). Ele propagou a prática de usar para inoculação antes o vírus vaccinia descobrindo a vacina contra a varíola, a primeira vacina criada. Esse método de imunização ainda se denomina hoje vacina devido ao vírus vaccinia.
    Classificada como uma das enfermidades mais devastadoras da história da humanidade, a varíola foi considerada erradicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1980. A última epidemia na Europa foi na Iugoslávia em 1972, e o último caso conhecido ocorreu num homem do Sudão em 1977 (excepto um acidente de laboratório em 1978). Foi possível eliminar a varíola porque só os seres humanos lhe são hospedeiros, só há um serotipo (logo a imunização protege contra 100% dos casos), e a vaccinia é eficaz e como vírus vivo que invade ainda que debilmente células, provoca resposta imunitária vigorosa. Além disso a vacina é barata e estável.

  2. renato disse:

    que viagem essa conspiração tua

    • lucasrocksp disse:

      É nada ,tudo é possivel neste mundo, e vc sabe que o ser humano é capaz de tudo tanto para o bem qnto para o mau e manipulações com virus e outras coisas e bombas biologicas e quimicas ja foram testadas antes e pq não agora???

  3. Meu Deus a variola é horrivel!Olha só o que ela fez com a menina?!

  4. Pingback: Tweets that mention A variola não foi extinta! | -- Topsy.com

  5. Pedro Machado disse:

    viagem mesmo! o vaccinia nunca faria isso aí com a menina. Ele forma uma lesão localizada.

  6. Paula disse:

    A varíola foi extinta sim, isso é fato. O último caso registrado ocorreu na Somália no ano de 1977 graças a anos e anos de vacinação. O vírus ao qual vc está se referindo é o Vaccinia (aquele utilizado na vacina que exterminou a varíola). Em primeiro lugar, ele não tem o mesmo processo de mutações que o influenza (o causador da gripes), então não é correto vc dizer que as contaminações são iguais. O influenza foi modificado pelo porco (no caso da gripe suína) e o vaccinia forma lesões em animais que podem transmitir o vírus, mas não o modifica. O vaccinia é contraído pelo ser humano quando ele entra em contato direto com lesões ulceradas em animais (geralmente as vacas). Então, quem desenvolve essa doença geralmente são pessoas que fazem ordenha. Em segundo lugar, o vaccinia não deixa a pessoa “extremamente horrível”, ele só causa lesões locais e que podem acometer o sistema linfático ao redor, mas é bem localizado mesmo (não vai chegar a situação da menina da foto). E por último, não, o vírus vaccinia não foi modificado em laboratórios… Ele sempre existiu, sempre causou doenças em animais (vacas) e sempre acometeu o ser humano que entrou em contato com ele formando lesões locais.

    • lucasrocksp disse:

      O vaccinia pertence ao gênero Orthopoxvirus –o mesmo da varíola humana– e sua origem nunca foi complemente esclarecida.

      DESCONHECIDO

      Sua proximidade com o causador da varíola fez com que ele fosse usado nas vacinas contra a moléstia, declarada oficialmente extinta pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 1980.

      Os pesquisadores não sabem se o vaccinia encontrado em Tocantins tem relação com a imunização ou se é alguma outra forma recombinante na natureza.
      A doença causada por ele em humanos, embora não letal, tem custos sociais e econômicos altos.

      O desconhecimento de médicos e laboratórios é uma das principais ameaças.

      “Como os profissionais de saúde não têm informações sobre o vírus, não sabem prescrever o tratamento adequado”, alerta Kroon.
      Os laboratórios também não costumam incluir a testagem para o vaccinia, que é altamente contagioso, em seus exames.

      Agora é o que diz na folha de são paulo!!!

      http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/800245-primo-da-variola-virus-vaccinia-infecta-macaco-em-tocantins.shtml

  7. náah disse:

    muitooo louca essa doença porem nao acredito q ela esteja extinta

  8. gessica sousa disse:

    não acretido até por quer essa foto foi tirada do site wikipédia (ensciclopédia livre ) portanto se fosse verdade as autoridades e o secretária d esaúde teria publicado nos jornais!

  9. rz disse:

    Em minha infância, tive alastrim, que é uma forma branda da varíola. E mesmo sendo uma forma branda, como sequela, passei vários anos com crostas no corpo, sobretudo na barriga e nas costas. Não tenho lembrança de como estava quando doente – era muito pequena – mas recordo perfeitamente das cicatrizes, que eram tratadas diariamente com óleo, acho que de amêndoas, esfregado naquelas mascas esponjosas e ressecadas. Pelo tanto de cicatrizes que ficaram da forma branda da doença, posso dizer que é muito provável que a varíola faça o estrago que vemos na foto. Vale dizer que a criança da foto foi infectada pela varíola e não pelo primo do vírus. Acho que está havendo uma confusão com os dados aqui…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s