Para cientista israelense, armas trazem paz


O incentivo ideal para que os países adotem uma estratégia pacífica? Exércitos, diz Robert Aumann, da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Aumann, 80, é íntimo da guerra. Nasceu em uma família rica de judeus ortodoxos na Alemanha, que foi para os EUA fugindo dos nazistas.

Foi um dos melhores jovens matemáticos dos EUA nos anos 1950. Com a criação de Israel, mudou-se. Seu filho mais velho morreu no Exército israelense, em 1982.

“A paz não é feita com concessões, mas se mostrando pronto para guerrear. Os romanos foram campeões da paz. A “Paz Romana” durou 200 anos. Qual o lema? Se quer paz, prepare-se para a guerra. É teoria dos jogos. Não é legal, mas é verdade.”

A teoria dos jogos mostra que o ataque é uma estratégia muito vantajosa quando um lado percebe fraqueza no outro, diz. O exemplo clássico da teoria, aliás, é o dilema do prisioneiro. Se dois comparsas ficarem quietos, ambos serão soltos. Se apenas um ficar em silêncio, ele é condenado. Se ambos falarem, os dois são presos.

Como um não sabe o que o outro fará, não colaborar é a melhor opção –afinal, se o comparsa ficar quieto, você é solto; se ele falar, você seria preso de qualquer jeito.

“Compare a Guerra Fria e a Segunda Guerra. Negociar com Hitler não trouxe a paz.”
Antes de morrer, conta, o filho lhe escreveu. Dizia que não há bem sem o mal.

O comentário do cientista israelense tem até um pouco de lógica, mas existe um porem porque então desde a criação do estado de Israel ha guerra?? Os EUA, por exemplo, depois da bomba atômica soltada na cidade de Hiroshima e outra em nagasaki  deixou os outros países com mais receio de uma nova Guerra mundial já que para ambos não seria vantajoso, mas depois da segunda guerra houve a guerra da coréia, do Vietnã e do Golfo e quase uma terceira guerra mundial por causa da crise dos mísseis, países do continente africano e do oriente médio sempre estão em guerras apesar de que o leste europeu também tem de vez em quando, o excesso de armas e a falência da antiga União Soviética fizeram os desempregados do exercito e da KGB trabalharem para outros países e vender armas para tantos outros países que entraram em guerras, até o exemplo do Brasil que os traficantes e os assaltantes têm até armas mais poderosas que a policia brasileira enfrentam ela em linha de frente, mas será que se a policia tivesse mais armas ela venceria o trafico??? Creio que não porque a corrupção neste pais domina!!! Uma coisa a ser pensada é: será que muita paz deixa os outros países menos influentes a arriscar e a abusar mais? A guerra é feita por interesses desde político até religiosos, recursos naturais e etc. e nunca um exercito de um pais (obs.não é milícias nem grupos terroristas) entra em uma guerra de verdade hoje em dia sabendo que vai perder só os “loucos” ditadores, que se arriscam demais planejando uma guerra com outros países e que muitas vezes é perdida, um grande exemplo de país que entrou para uma guerra e não venceu foram os EUA contra o Vietnã, mas não foi o exercito vietcongues que ganhou a guerra o exército americano estavam massacrando eles, e sim o que definiu a derrota dos EUA foi à própria nação americana que ficou contra guerra e perder apoio do povo não é muito bom para a política e o sistema financeiro!

fonte:folha

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Para cientista israelense, armas trazem paz

  1. Ricardo disse:

    Se olharmos para o passado, veremos a razão real para o argumento do tal cientista: o povo judeu foi perseguido ao longo de séculos por todos os lugares por onde passou, sempre acumulando inimigos e desafetos, começando com filisteus, moabitas, sírios, edomitas, egípcios, samaritanos (que por sinal eram parentes distantes) até chegar aos romanos, franceses, alemães, egípcios (de novo), palestinos (de novo), iranianos (de novo) e bem, os árabes em geral (de novo)…
    Mas se pensarmos pelo lado dos malignos perseguidores, deve haver (tem que haver!) alguma razão lógica e racional que explique porque este povo tão humilde, inocente e pacífico foi sido expulso e tão brutalmente perseguido por todos os cantos do mundo, não é mesmo…???? Não é possível que o mundo inteiro seja um bando de filhos-da-puta enquanto só os judeus são uns pobres coitados!!!!!!!
    Aliás: o mesmo parece estar acontecendo com os EUA, não é verdade???

  2. Roberto Copeti disse:

    Perdeu uma excelente oportunidade de ficar de boca fechada…
    O imbecil já perdeu um filho e ainda não aprendeu!
    Prova que a estupidez pode se instalar até nas mentes com o maior Q.I.
    Será que tem mais filhos para enviar para a guerra?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s